A Empresa que Nasceu de um Cigarro Jogado no Chão

Publicado por Matheus Ortiz em 9 de março de 2018

Era fevereiro de 2016 e, em poucos meses, eu apresentaria meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O tema era gestão do conhecimento e eu estava perdido.

Não podia simplesmente discorrer sobre o assunto, precisava resolver um problema real, ou minha monografia seria inútil.

Na mesma época, eu morava com dois integrantes da EESCuderia Mileage, equipe extracurricular da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP), responsável por desenvolver protótipos de carros elétricos super eficientes.

Eram eles: Gustavo Rossi e Luís Mazini, sendo o último o diretor da equipe naquele ano.

Como a equipe sofria de um problema grave de desorganização, propus utilizar meu TCC para tentar gerenciar melhor o conhecimento dentro da equipe, que se perdia ao longo dos anos, devido à alta rotatividade de membros.

Então fui convidado para ser membro da equipe e entender de perto os problemas do dia-a-dia.

A equipe extracurricular

eescuderia - A Empresa que Nasceu de um Cigarro Jogado no Chão

Logo da EESCuderia Mileage.

A EESCuderia Mileage participou, ao longo de sua história, de diversas competições de eficiência energética, onde não ganha o mais rápido, mas sim o mais econômico.

E, desde 2013, é detentora do record brasileiro na categoria de carros elétricos em maratonas universitárias, com uma marca de 533 km/kWh.

Para você ter uma ideia, com um consumo destes, é possível andar do Oiapoque ao Chuí com menos de R$5! (clique aqui para a reportagem)

Apesar disso, a equipe era pouco conhecida dentro da universidade e, naquele momento, não desfrutava de uma grande estrutura para trabalhar.

Nesta época, o grupo não possuía nem um local físico para fazer reuniões, apenas uma oficina mecânica que não comportava todos os membros ao mesmo tempo.

Faltavam recursos até para construir um carro novo.

venturo - A Empresa que Nasceu de um Cigarro Jogado no Chão

Venturo: o novo carro da EESCuderia Mileage.

A semana acadêmica

Em busca de resolver este problema e divulgar melhor o trabalho que a equipe desenvolvia, surgiu a ideia de criar um evento que atraísse a maior diversidade de público possível.

Foi então que nasceu a 1ᵃ SEE – Semana da Eficiência Energética da USP, a única semana acadêmica do campus que seria organizada inteiramente por uma equipe extracurricular.

A SEE foi um evento de 4 dias que buscou abordar temas relacionados ao nosso cotidiano, como: moradia, transporte, energia, todos alinhados ao meio-ambiente.

A primeira edição contou com cerca de 130 participantes, sendo esse o meu primeiro passo empreendedor.

Fizemos até uma campanha de financiamento coletivo para nos ajudar com os gastos do evento. Dá uma olhada no vídeo abaixo!

O próximo passo

Sempre estiveram do meu lado aqueles mesmos dois integrantes que me convidaram para fazer parte da equipe, o Gustavo e o Luís.

Nossa vontade de empreender começou a se fortalecer. Porém, ainda não havia nada concreto com relação ao que íamos fazer.

Uma das instituições convidadas para palestrar na 1ᵃ SEE foi o Greenbuilding Council (GBC) Brasil, ONG que fomenta a indústria da construção sustentável no país.

Por isso, ficamos sabendo que na mesma época eles estavam organizando o Greenbuilding Brasil – Conferência Internacional e Expo, maior evento de construção sustentável do Brasil e um dos maiores do mundo.

casa innovacao selo green building council brasil - A Empresa que Nasceu de um Cigarro Jogado no Chão

Logo do Green Building Council Brasil.

Eis que nos inscrevemos no programa de voluntários do evento, onde deveríamos trabalhar por um dia e, em troca, ganhar a entrada gratuita para os outros dois dias de evento.

Passamos por diversas experiências interessantes, mas como não havíamos realizado nada de concreto até aquele momento, nossa credibilidade não foi das maiores.

“Querer abrir uma empresa” realmente não foi um discurso convincente para as pessoas que conversamos.

A frustração

if 029 sad but relieved face 3099327 - A Empresa que Nasceu de um Cigarro Jogado no Chão

Entretanto, após o evento, diversas ideias surgiram e até desenvolvemos um primeiro modelo de negócios para nossa futura empresa: construir condomínios sustentáveis.

Então surgiu a pergunta:

– o que já dominamos o suficiente para começarmos a construir condomínios sustentáveis por aí?

– NADA!

Não tínhamos conhecimento e nem capital, somente a vontade de fazer diferente.

A ideia da empresa começou a ficar nebulosa e passamos semanas com planos mirabolantes de como seria possível impactar da forma que gostaríamos, com o conhecimento e o capital que (não) tínhamos.

Até que começamos a estudar sobre energia solar fotovoltaica.

Aquilo nos envolveu e ao longo do tempo decidimos que queríamos ser especialistas naquilo.

Depois de alguns meses estudando, julgamos estar aptos a finalmente abrir uma empresa!

O estalo

Durante o período de estruturação da organização, aconteceu um fato que realmente nos impactou.

Em um belo dia, saindo do “bandejão”, nome popular dado ao restaurante universitário da USP, havia um caminhão de lixo recolhendo algumas sacolas, ainda dentro do campus.

Um dos lixeiros fumava um cigarro e ao retirar a última sacola da calçada, lançou seu cigarro ao chão.

cigarro 1 - A Empresa que Nasceu de um Cigarro Jogado no Chão

Presenciamos essa cena de perto e isso nos fez refletir, sem nem sequer julgar o lixeiro.

A falta de consciência dele era tanta, que mesmo com um saco de lixo nas mãos, não cogitou descartar o cigarro em um local mais apropriado que a rua.

Nesse momento, tivemos um estalo.

Esse cidadão representa grande parte da população.

Por apenas lutar pela sobrevivência todo mês ou mesmo viver no modo automático todos os dias, não tem a consciência de que faz parte de um todo, e que suas atitudes também são relevantes para a construção ou destruição do mundo em que vivemos.

O começo da fase empreendedora

O senso de propósito, de que fazemos parte de algo maior, precisa ser trabalhado em cada um de nós.

Para isso, precisamos juntos construir um mundo com menos desigualdade e mais consciência, onde todos tenham a oportunidade de participar da realização de grandes feitos para o planeta e para a humanidade.

Nossa grande visão é, não somente participar, mas encabeçar esse grande movimento, estimulando o empreendedorismo e disseminando conhecimento.

Nascia então a New Present Energy, no dia 9 de março de 2017.

logo - A Empresa que Nasceu de um Cigarro Jogado no Chão

Logo da New Present Energy.

Assim, em comemoração de nosso 1º ano de vida, damos início oficialmente ao nosso BLOG!

Ele terá como objetivo semear nossa cultura, educar nosso público e criar novos formadores de opinião.

Continue nos seguindo e sinta-se parte desta grande revolução! Não só veja com seus próprios olhos, mas faça com suas próprias mãos!

Mais conteúdo exclusivo:

O que achou do artigo? Conte nos comentários!